Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Silêncios

Talvez poesia, talvez nada. Um sondar d'alma e pouco mais

Silêncios

Esquecida!

04.09.22, Maria Soares

 

fair dinkum | Surrealism photography, Art photography, Conceptual  photography

 

Na avidez de escrever enlouqueço
Faminta, sigo o trilho da inspiração.
Sorvo no ar o odor à seiva das palavras.
E em convulsão...
Procuro colhê-las,
e sentidas trazê-las,
à tona do coração.

 

Não quero comer nem bebida.
São letras o meu sustento!
Linhas, após linhas, gravadas na pele.
Atiradas ao vento.
Grafadas de noite, paridas de dia!
Enchem dispersas, ou meigamente reunidas,
mais de metade, de toda uma vida.

 

Loucura e sede, em vão traduzida.
Que atrás de mim, ficará, quiçá...
Na mente de uns,
ignorada!
Na de poucos,
amada.
Por todos, esquecida.


 

2 comentários

Comentar post