Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Silêncios

Poesia

Silêncios

Poesia

Tenho-te

12.10.20 | Silêncios | comentários (2)
        Tenho de ti... Esses dedos de pianista. Esse corpo bem torneado. A tua pele de veludo, que não me canso, de tactear. Esses olhos, cor de mar... Salpicados de terra molhada.   Tenho de ti... O que me entregas nalguns dias. A tua (...)

Espertina

24.09.20 | Silêncios | comentar
      Esta noite não dormi. Puxei da caneta e escrevi. Algo destinado a ti. Que não pretendo enviar. Apesar de seres a Musa... Responsável p'la minha insónia. Nesta noite sem luar.   Irrita-me perturbares-me o descanso. Entrares-me (...)

Naufrafos

23.09.20 | Silêncios | comentar
        Sobre a minha boca um beijo. No meu seio, a mão fechada. Dentro de mim estás todo, tu... Progredindo e recuando. Num ímpeto arrebatado. Como no mar, uma vaga.   Penso em como resistir? Ser rocha contra Poseidon. Juro, quero (...)